Escândalo da Vivo teria sido abafado pelo UOL

Leiam o que publicou o jornalista Políbio Braga, no seu blog:

"Em 13 de junho foi demitida da Vivo a toda poderosa diretora de marketing Cris Duclos. Agora começa a ficar claro que o motivo foi um rombo de R$ 27 milhões. A diretora usava 3 das agências de publicidade que atendiam a Vivo (hoje sao DPZ, Africa, DM9DDB e Young & Rubicam) para superfaturar produções de filmes publicitários e repassar propina de volta para ela...

ver mais

Moro diz que Lula poderia ter sido preso

Em sua resposta à defesa de Lula, que o acusou de ser parcial, Sergio Moro escreveu que o petista poderia ter sido preso, quando os grampos autorizados pela Justiça revelaram o seu objetivo de ganhar foro privilegiado, via nomeação para o ministério de Dilma Rousseff:

Leiam o trecho publicado pelo Estadão...

ver mais

Vice de Marta

Andrea Matarazzo, no Estadão, não descarta ser candidato a vice-prefeito de São Paulo na chapa de Marta Suplicy.

Too little, too late

A Folha noticia que deputados do Partido Democrata e organizações sindicais americanas estão fazendo circular no Congresso dos Estados Unidos uma carta contra o impeachment de Dilma Rousseff.

Too little, too late.

O fim vergonhoso da CPI do Carf

O enterro da CPI do Carf é mais uma vergonha que desmoraliza as comissões parlamentares de inquérito.

Aberta para investigar a venda de clemência fiscal na instância da Receita Federal que aplica multas a empresa transgressoras, ela teria de pegar necessariamente a Gerdau, o Bradesco e o Safra.

Um acordão, no entanto, a emperrou e, em seguida, abreviou a sua existência.

Leiam o que publicou a Folha...

ver mais

A saída da Odebrecht

O Estadão:

Um dos três delatores ligados ao ‘banco da propina da Odebrecht’, o empresário Luiz Augusto França, afirmou que executivos da empreiteira sugeriram que...


ver mais