Mundo (1745)

EI reivindica atentado em Londres

O Estado Islâmico reivindicou o atentado em Londres, disse que foi obra de um "soldado do califado".

O EI, no entanto, parece não ter ideia da identidade do "soldado do califado"

Theresa May disse apenas que o terrorista, de nacionalidade britânica, estava no radar do serviço secreto do país, mas era "periférico".


Londres: cinco mortos e 40 feridos

O chefe de contra-terrorismo da Scotland Yard, Mark Rowley, afirmou que o ataque ocorrido do lado de fora do Parlamento britânico deixou 5 mortos, incluindo o suspeito de ser o autor do atentado. Rowley também disse que há cerca de 40 feridos.

Terrorista morto

Confirmado: um dos mortos em Londres é o terrorista que assassinou o policial.

Londres: 500 pessoas permanecem dentro do Parlamento

Cerca de 500 pessoas visitavam o parlamento britânico na hora do ataque. Todos permanecem no local e devem passar por uma revista antes de sair do prédio.

Os deputados também estão trancados lá.