Literatura arcaica

Raduan Nassar atacou Michel Temer e o impeachment ao receber cem mil euros do ministro da Cultura.

Ele disse:

"O Supremo nada fez para impedir que Eduardo Cunha instaurasse o processo de impeachment que derrubou a presidente Dilma, mulher digna. Foi um golpe”.

Marilena Chaui puxou o coro:

“Fora, Temer”.

O ataque apoplético de Raduan Nassar não é exatamente uma novidade. Eu, Diogo, sempre soube que ele era um apparatchick petista.

Alguns meses atrás, ele atacou o juiz Sergio Moro na Folha de S. Paulo:

“Traços do perfil de Moro foram esboçados por Luiz Moniz Bandeira, professor universitário, cientista político e historiador, vivendo há anos na Alemanha. Em entrevista ao jornal argentino Página/12, revela: Moro esteve em duas ocasiões nos EUA, recebendo treinamento. Em uma delas, participou de cursos no Departamento de Estado; em outra, na Universidade Harvard.

Segundo o WikiLeaks, juízes (incluindo Moro), promotores e policiais federais receberam formação em 2009, promovida pela embaixada norte-americana no Rio.

Em 8 de maio, Janio de Freitas, com seu habitual rigor crítico, afirmou nesta Folha que "Lula virou denunciado nas vésperas de uma votação decisiva para o impeachment. Assim como os grampos telefônicos, ilegais, foram divulgados por Moro quando Lula, se ministro, com sua experiência e talento incomum de negociador, talvez destorcesse a crise política e desse um arranjo administrativo" (…).

Sugiro a eventuais leitores, mas não aos facciosos que, nos aeroportos, torciam o nariz ao ver gente simples que embarcava calçando sandálias Havaianas, que acessem o site Instituto Lula - o Brasil da Mudança.

Poderão dar conta de espantosas e incontestes realizações (…).

Assisto com tristeza a todo o artificioso esquema de linchamento a que Lula vem sendo exposto, depois de ter conduzido o mais amplo processo de inclusão social que o Brasil conheceu em toda a sua história”.

A imbecilidade não é uma prerrogativa exclusiva dos analfabetos.


ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODAS AS NOTÍCIAS?

O Antagonista publica mais de 100 notícias por dia. Receba diretamente em seu e-mail, todos os dias, um resumo com as notícias mais quentes e relevantes, além de artigos exclusivos.

Arrow form bottom


Comentários (96)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Jorge

Comuna é tudo igual!
Se apertar, ele confessa, que na verdade, 100 mil euros é pouco, comparado a sua "grande obra literaria", que ninguem, exceto seus pares, irão ler.


analu

Por falar em imbecilidade, Jânio de Freitas escreveu "destorcesse"?????
Outra pergunta: de quem foi a idéia de premiar o tal Raduan Nassar? Não tinha ninguém melhor?


Mauricio R. Pinheiro

Pois é, né....


roberto

Porrada nesse vagabundo. Vai trabalhar escroto!


Ma Gu

O problema é que alguns, no post e também aqui nos comentários, usam antolhos ideológicos e só enxergam numa direção. Defendem apenas a "pretensa" elevação de classe social e fazem de conta que não enxergam o resto da sujeira que quase acabou levando o país à bancarrota. Todos os novos "classe média" que compraram seu 1.0 em 80 meses estão sem ele e devem até as calças. Por acaso isso é "o mais amplo processo de inclusão social que o Brasil conheceu em toda a sua história”? Pura retórica esquerdista...


Herondes Cezar

Ninguém é "imbecil" pela infelicidade de ser analfabeto. Tenho mais de 70 anos e, ao longo da minha vida, pude conhecer analfabetos mais inteligentes do que muitos letrados.


sal amargoj

Ricardo: desculpe pelo "como você". Foi involuntário.
No mais, hehehe.


sal amargo

Raduan e Marilena Chulé puxando o coro "Fora Temer", chega ser mais que hilário.
Dá vontade de vomitar em direção à esquerda.
Que lixo.
Verdadeira dupla de sertaNojos.
Por que não vão cantar na Venezuela, Cuba, Bolívia ou Coreia do Norte?
#Fora Raduan. Devolva o pichuleco.
#Fora Xico Buraco. Devolva o Jabuti.
#Fora pseudointelectuais, como por exemplo, o Ricardão.
Em tempo: Ricardo, a palavra pseudointelectual -como você, não tem mais hífen. A construção da palavra mudou com a reforma ortográfica.


sal amargo

Valeu Boca.
Sem trocadilho, você calou a boca do "culto, inteligente e vanguardista" Ricardo, um zero à esquerda no que diz respeito ao bom Português -não é aquele lusitano nascido em Portugal.


Cesar

NUNCA vi NINGUÉM de Havaianas em aeroportos a não ser pedintes, que com certeza não iriam embarcar em vôo nenhum.
Pena que a mãe desse DOENTE não usava Havaianas.
No lombo dele!