Para não deixar dúvidas

Mais claro, impossível: o Copom chegou a cogitar um corte de 0,50 ponto na Selic nesta reunião e sinalizar um ritmo maior na próxima, mas concluiu que as condições para apertar o passo já estão dadas.

Ou, como o comitê explica no comunicado:

“O Copom avaliou a alternativa de reduzir a taxa básica de juros para 13,25% e sinalizar uma intensidade maior de queda para a próxima reunião. Entretanto, diante do ambiente com expectativas de inflação ancoradas, o Comitê entende que o atual cenário, com um processo de desinflação mais disseminado e atividade econômica aquém do esperado, já torna apropriada a antecipação do ciclo de distensão da política monetária, permitindo o estabelecimento do novo ritmo de flexibilização. A extensão do ciclo e possíveis revisões no ritmo de flexibilização continuarão dependendo das projeções e expectativas de inflação e da evolução dos fatores de risco mencionados acima.”

ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODAS AS NOTÍCIAS?

O Antagonista publica mais de 100 notícias por dia. Receba diretamente em seu e-mail, todos os dias, um resumo com as notícias mais quentes e relevantes, além de artigos exclusivos.






TV ANTAGONISTA



Comentários (13)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

ITAMAR SILVA

Ainda estamos cometendo um erro crasso, ao não atribuir ao BC responsabilidades sobre a taxa do emprego. Isto precisa mudar. Nos EUA, o FRB tem como objetivos controlar a inflação e manter as taxas de desemprego nos níveis mais baixos possível. Isto cura a entidade da miopia causada pelo viés financeiro, e o envolve em um aspecto social básico para a economia: o cuidado com quem vai consumir e pagar impostos.


Mauricio R. Pinheiro

A corrida agora é para evitar um mal maior que não está tão evidente na série de reportagens do tema. O risco agora é a hiper estagnação, cenário tão terrível quanto a estagflação dá qual estamos saindo.. Inflação negativa, juros altos e atividade econômica zerada ou em recuo generalizado. Pesadelo...


beatriz

Esta linguagem de um nem sei se chamo de economês é para impressionar a grande massa para que poucos possam entender?


Celine Dion

Canadá tem inflação de 1,2% ao ano. O Canadá é Conservador com inflação de 1,2% ao ano.


Celine Dion

Canadá tem inflação de 1,2% ao ano. O Canadá é Conservador com inflação de 1,2% ao ano !


Celine Dion

Canadá tem inflação de 1,2% ao ano. O Canadá é Conservador com inflação de 1,2% ao ano.


Emerson Silva Monteiro

• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO
• ZONA do PUTEIRO de Mainha Lindu em PROMOÇÃO


burduna nelles !!!

https://www.youtube.com/watch?v=tlWCIxLZhmY

apenas para lembrar aos antas...


Rider

Retificando...aumento da receita tributária e não da carga...cruz credo.


Rider

Ponto positivo: redução dos juros da dívida interna, o que pode, futuramente, criar um melhor ambiente de negócios que favoreceria um aumento da carga tributária, o que reduziria o déficit ainda mais. Só que a redução de agora só impacta daqui a alguns meses. O impacto imediato é uma redução no pagamento de juros da dívida além de criar um clima mais favorável. Obstáculos: problemas com a Lava-Jato e Trump/Brexit, etc...mas, eu acho que Trump vai surpreender pra melhor e a Lava-Jato pode até ajudar, desde que não atinja a equipe econômica e o Temer.