Putin instala base militar na Venezuela

A Rússia planeja instalar uma base militar na Venezuela.

O embaixador Rubens Barbosa comentou o assunto no Estadão:

“A iniciativa de Putin faria parte do plano de recuperação de instalações militares que eram mantidas em 15 países pela ex-União Soviética. O complexo russo poderia ser construído em Puerto Cabello, no litoral norte da Venezuela, onde funciona a base Agustín Armario, a maior da Marinha local.

A pretensão russa de estabelecer uma base na América do Sul seria o segundo caso na região. A Argentina assinou um tratado na área de defesa e cooperação espacial que prevê a construção pela China de uma base espacial na província de Neuquén. Esta base, que foi estabelecida no marco do programa chinês de exploração da Lua, representará investimento direto de cerca de US$ 300 milhões e já está operacional (…)

O lulopetismo silenciou por vários anos acerca da base chinesa na Argentina por considerações ideológicas e de paciência estratégica. O governo brasileiro deveria manifestar-se de forma inequívoca em relação tanto à base já instalada no sul da Argentina quanto à eventual base na Venezuela. É inaceitável para o Brasil haver bases militares de potência extrarregional em nosso entorno de paz e cooperação”.


ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODAS AS NOTÍCIAS?

O Antagonista publica mais de 100 notícias por dia. Receba diretamente em seu e-mail, todos os dias, um resumo com as notícias mais quentes e relevantes, além de artigos exclusivos.

Arrow form bottom


Comentários (119)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

diego

é mais provável países vizinhos do Brasil tenta invadir o brasil do que a russia, nossa vizinhança so tem bandido, traficante, Uruquái ,Paraquái, Bolívia,Colômbia, que enviam centenas de armas e toneladas de drogas pra favelas do Brasil, causando a guerra civil mascarada que todo mundo conhece.com vizinhos assim quem precisa de inimigo, tem que acabar com mercusul, e começar pedir o visto pra entra aqui.assim como mexico é o calo dos eua, nossos vizinhos sul americanos nos dão muita dor de cabeça, quer problema maior que esse,governo, mais vigilancia nas fronteiras.menos armas clandestina aqui


Revolução Liberal

VAMOS Deixar a OTAN fazer uma base aqui. E permitir lançamentos de foguetes a partir do Brasil. Nosso convênio com Ucrânia foi um FIASCO ENORME.


ben hur dutra

Texto: É inaceitável para o Brasil haver bases militares de potência extrarregional em nosso entorno de paz e cooperação

Mas, e a base dos EUA na Colombia?


Almir

Esse louco, esse Ditador meia tijela do tal de Maduro tem que ser parado por ONU, OEA , ET's ou quem for !
Esse sujeito além de destruir a Venezuela, o Povo a base de FOME e a base de Tiros está agora querendo gerar instabilidade em toda América Latina !!!
Algo tem que ser feito para retirar esse lixo do Poder e restaurar a Democracia na pobre Venezuela. Não podemos deixar que Putin, um louco com ideias de ressuscitar a URSS use a América Latina para esse fim !


Sérgio Murilo Monteiro

É mais do que óbvio que uma base espacial tão distante do equador não é uma base espacial.
Quanto mais próxima do equador, menor o gasto em combustível com o lançamento, menor o custo e menor a competitividade.
Pode ser um bom lugar para instalar misseis balísticos a fim de projetar-se militarmente no subcontinente.


Reinaldo

Não se preocupem com estas bases, pois com a conhecida indisciplina típica de nós latinos, logo, logo, as bases estarão sucateadas e os militares estrangeiros farão festas semanais nas instalações. Vai virar zona e o investimento será perdido.


Alexandre FG

Sir Jack ... não fale assim do Caio, please, ele é um Trump as avessas, dispara twts e escreve artigos ofendendo a todos.....kkkk.....para ele o Trump é um concorrente.


Alexandre FG

Afonso, se não me engano eles ainda vão negociar os termos para a saída. Pelo que sei, até agora realmente não mudou nada.


Antonio Ferreira

Onde fica a base de Putin mais próximo da Siria?


Afonso

Apenas como esclarecimento ao O paulista: a saída do Reino Unido da Comunidade Européia não alterou as regras para quem tem passaporte de outros países da Comunidade.