Sergio Moro fala nos autos. Leiam e divulguem

Um juiz só deve falar nos autos: o bordão deveria ser seguido à risca, mas no Brasil só se seguem as linhas tortas. Sergio Moro, contudo, é exceção. Imperturbável, técnico, avesso ao histrionismo, ele é o exato contrário de Joaquim Barbosa, que perdeu a admiração de boa parte dos brasileiros com a mesma velocidade com que a ganhou.
À frente de um bravo pelotão da Justiça Federal do Paraná, Sergio Moro vem desenrolando o maior escândalo da história do Brasil, inclusive a futura, arriscaríamos dizer, com alguma esperança. Por isso mesmo, vem sendo bombardeado por advogados, no interior do Judiciário venal (O Antagonista sabe e um dia dará os nomes) e pela imprensa petista, tanto a comprada com o dinheiro público como a vendida à ideologia.

Um juiz só deve falar nos autos, e Sergio Moro o fez hoje, naquela que foi a declaração mais importante do dia. Depois de Dilma Rousseff, a ex-guerrilheira de esquerda, dizer de maneira atabalhoada e oblíqua que as empreiteiras envolvidas no escândalo precisam ser preservadas, o comandante da Operação Lava Jato lavou a nossa alma ao responder ao Superior Tribunal de Justiça sobre a necessidade de manter presos os executivos da OAS. Extraímos dois momentos da fala de Sergio Moro, sempre nos autos: 

a) "A falta de reação institucional diante de indícios da prática sistemática e duradoura de graves crimes contra a Administração Pública mina a confiança da sociedade na integridade da lei e da Justiça. Os problemas se avolumam e os custos para sua resolução se tornarão cada vez mais maiores."

b)  "A única alternativa eficaz para afastar o risco à ordem pública seria suspender os atuais contratos da OAS com a Petrobras e com todas as outras entidades da Administração Pública direta ou indireta, em todos os três âmbitos federativos. Somente dessa forma, ficaria afastado o risco de repetição dos crimes. Entretanto, essa alternativa não é provavelmente desejada pelo acusado ou por sua empresa e teria, sem cautelas, impactos negativos para terceiros, como demais empregados e para aqueles dependentes ou beneficiados pelas obras públicas em andamento."

Sereno, irônico, direto, sem prosopopeias — assim é Sergio Moro.

ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODAS AS NOTÍCIAS?

O Antagonista publica mais de 100 notícias por dia. Receba diretamente em seu e-mail, todos os dias, um resumo com as notícias mais quentes e relevantes, além de artigos exclusivos.








TV ANTAGONISTA

Comentários (98)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

josé rudi schnorr

Moro sem prosopopeias a salvação da Justiça e da ordem no Brasil. O Judiciário em geral, deveriam abandonar aquele sentimento egocêntrico de inveja, que é natural no ser humano, e seguir o exemplo Patriótico do Juiz Sergio Moro e acabar de vez com os corruptos deste País.


BETTINA

nÃO É POSSIVEL QUE NO MEIO DE TANTA GENTE SUJA, SÓ FIQUE NOSSO QUERIDO JUIZ -DR. SERGIO MORO, A SALVAÇÃO DO BRASIL E DO POVO BRASILEIRO.


p/ Sergio Moro

Parabéns meu ídolo ! Quem dera tivéssemos mais homens do seu tipo limpando o Brasil ! Que DEUS lhe de muita saúde, perseverança e força para continuar fazendo seu trabalho e mostrando ao povo o significado de justiça. Muito obrigado Nobre Juiz !


claudio

Se acharmos que a luta contra a corrupcao e a ladroagem esta perdida, seria melhor criarmos uma sociedade onde criminoso seria quem e' honesto....precisamos sempre lutar para manter a honestidade como um bem precioso dentro de uma sociedade......o unico remedio para bandido e' cadeia, e estou disposto a pagar mais imposto para coloca-los na cadeia, pois isto com certeza custara muito mais barato para a sociedade....


Independence

This artilce went ahead and made my day.


Carlos

Um homem extraordinário...Um orgulho...


Diogo Lima

Sugestao de Pauta para os grandes antagonistas... Os poucos jornalistas decentes destepaiz estão já protegendo o meritíssimo! Na minha concepção o fato de ele, Sérgio Moro, neste caso está fazendo um bom trabalho, não muda seu passado! Sugiro a esta grande dupla, ignorarem as notícias plantadas por petralhas e afins, pois tem o rabo preso, sugiro que ignorem aos poucos dos bons jornalistas que restam, pois eles estão defendendo o magistrado, indo contra as calúnias dos petralhas e demais picaretas! Minha sugestão, vão cavocar a verdade, comecem pela atuação do magistrado no caso Banestado, procurem ver se os condenados foram os que lesaram o banco de fato, a forma que foram criadas provas, o fator Youssef, os nomes que nunca foram citados, os acordos feitos, as gravações, o grampo usando um dos delatores indo pessoalmente a casa dos outros acusados! Depois, podem analisar a opinião que a dona Dilma e outros tinham dele e sua chance de ir para o STF( até um funcionário da PF vazar delações) e ele virar inimigo dos calhordas e heróis da nação!


Mag

Viva o Juiz Sérgio Moro! O Brasil decente agradece sua conduta irrepreensível.


Flavio L S Quental

Parafraseando Carlos Drummond de Andrade:
"...no caminho do pt tinha um Moro, tinha um Moro no caminho do PT..."


Laura

Fala sério, isso é "cabra macho" o resto é lenda...