1 por cento contra Dilma

O Antagonista espera que o impeachment seja aprovado por 346 votos – 5 a mais do que o necessário.

Isso corresponde a 1 por cento do total de deputados.

1 por cento foi o que Dilma Rousseff cobrou da Andrade Gutierrez para se eleger em 2014.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 50 comentários
  1. Bem, com todos esses pedidos, poderia o advogado ter requerido, tão somente, a manutenção da capa e contra capa do processo mas, somente após a juntada de certidão comprovando o vinculo do funcionário que fez a autuação com a administração pública !!! Estou com nojo de tudo isso, principalmente por ser advogado militante e ter sido aluno do sr. JEC, então professor e, hoje “JEC o estripador da lei”!!!.

  2. Que gente irresponsável! E toda essa movimentação da AGU, que vergonhosamente age em favor da presidente, quando deveria estar na defesa do povo, só é possível devido ao baixo nível da formação do STF. Dilma deveria ter, sim, um advogado contratado na sua defesa.

  3. E pode a agu pedir na justiça que se mude um “relatório” de acordo com sua conveniência? Esse é um relatório e não uma decisão judicial. Daqui a pouco a agu entra na justiça pra exigir de que forma todo o povo deve se vestir, com qual mão deve escrever, o que cada cidadão deve pensar e o que e como se expressar. É descabido. Não tem o menor sentido acionar o stf para modificar um relatório. O stf já deveria ter passado um sermão no JEC, para ele parar com esse mimimi e achar que o STF é o muro das lamentações da sra Dilma e sua corja.

  4. Bateu o total desespero no Governo Pixuleco. Lançaram agora uma tal “Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia” onde supostamente teriam o apoio de 186 deputados e 32 senadores. Ocorre que nessa tal lista teriam nomes de oposicionistas que já manifestaram total apoio ao impeachment. Mais um blefe de gente que está afundando e pode apenas blefar. Raça de víboras!

  5. kkkkkkkkkkkkkkkkkk o bixo é palhaco ele perdeu a noção do ridiculo ja ele nao quer mais nada nao? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk o car aé lixo na defesa, alem de usar argumentos juridicos só fico atacando com argumentos pessoais, é um péssimo advogado, só quer ganha no tapetão pq no intelecto e argumento…… esse cachorro só sabe latir

  6. Eles podem “querer” qualquer coisa mas a informação é que vale a Constituição em vigor salvo se a revoguem. E a constituição manda o Congresso julgar a admissibilidade da denuncia – e não o STF.

  7. As possibilidades de êxito são enormes. Time verde e amarelo: Gilmar, Toffoli, Faccin(?), Celso, Carmen(?) Time vermelho: Lewa, Barroso, Marco, Rosa, Teori, Fux. Vamos medir, empiricamente, a bolivarianização do STF.

  8. A tua patroa -que dizem, não sei, que chegava a te bater – já disse que é carta-fora-do-baralho e você fica aí queimando a sua massa cinzenta (existe???) a troco de nada…JEC-AGU…toma jeito meu caro….você tem que defender a UNIÃO e não a vida pessoal de presidente…acho que você não leu o manual de instruções de seu cargo…a UNIÃO, JEC-AGU….não é só o executivo….são os 3 poderes….incluindo o LEGISLATIVO…sobre o qual você está trabalhando contra….o que é isto rapaz…toma jeito e aje de acordo com as normas….você custa caro – muito caro – para nós o povo brasileiro…

  9. eles foram contra o pais desde o plano real! ninguém fala, ou se lembram, por isso, não devemos menosprezá-los… são e sempre foram deste jeito! “o Antagonista” , vc”s sabem o que é, e para q serve a “TEREZA” (melada e cheia de graxa)… é assim q eles agem qdo são contrariados, p/ eles não existe democracia, só existe a verdade deles, são uns loucos!! são realmente : ORCRIM!!

  10. Já que essa gente está brincando com a democracia e ridicularizando as instituições, talvez um fuzil do Exército apontado para o espaço entre os olhos poderia resolver.

  11. Olha o que Fachin disse em 12/04 http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/04/1760153-stf-nao-deve-interferir-em-temas-do-congresso-no-impeachment-diz-fachin.shtml O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Edson Fachin afirmou nesta terça-feira (12) que o tribunal deve evitar interferir em temas de competência do Congresso durante a discussão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O ministro afirmou que o papel do Supremo no processo ficou claro em dezembro, quando o tribunal fixou o rito do pedido de afastamento.

  12. Eles odeiam democracia, são capazes de utilizar o que a democracia oferece inclusive contra a própria democracia. Caso contrário, convocam os “exércitos”. Não sairão numa boa de jeito nenhum.