1 x 1 - Kassio vota a favor do trabalho intermitente

1 x 1 – Kassio vota a favor do trabalho intermitente
Reprodução/TV Justiça

Kassio Marques divergiu de Edson Fachin e votou pela constitucionalidade do trabalho intermitente, aprovado em 2017 na reforma trabalhista.

Ele disse que, apesar dos contratos de jornada fixa darem maior segurança ao trabalhador, a jornada flexível garante os mesmos direitos trabalhistas.

“É assegurado ao empregado o pagamento de verbas tradicionalmente asseguradas, como o repouso semanal remunerado, férias e 13º salário proporcionais, e recolhimentos previdenciários, além do que o valor da hora de trabalho não pode ser inferior do salário mínimo ou daquele devido aos demais empregados do estabelecimento que exerçam a mesma função”, afirmou o ministro. Acrescentou que o trabalho informal não oferece qualquer desses benefícios.

Ontem, Fachin votou contra por entender que as jornadas flexíveis não garantem o salário mínimo mensal.

O próximo a votar é Alexandre de Moraes.

Leia mais: Confira um resumo das principais matérias da edição passada e entenda por que você não pode ficar de fora das próximas.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 11 comentários
TOPO