100 milhões de reais por dentro e por fora

Fernando Rodrigues confirmou o que dissemos aqui em dezembro do ano passado:

Otávio Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez, recebeu Edinho Silva e Giles Azevedo em seu escritório.

Ele relatou aos procuradores que os dois principais assessores de Dilma Rousseff foram exigir 100 milhões de reais para a campanha presidencial.

Há dois pontos explosivos no depoimento de Otávio Azevedo, segundo nossas fontes na Lava Jato:

1 – Edinho Silva e Giles Azevedo achacaram a Andrade Gutierrez, dizendo que a empreiteira perderia seus contratos com o governo caso não pagasse.

2 – O pagamento foi feito por dentro e por fora.