15 milhões de “mangas” e “alfaces” para Pimentel

As senhas para a propina paga a Fernando Pimentel eram “manga” e “alface”.

É o que consta da nova denúncia contra ele.

A PGR acusa Fernando Pimentel de ter atuado para liberar financiamentos do BNDES para obras da Odebrecht na Argentina e em Moçambique quando era ministro de Dilma Rousseff.

Pela tarefa, ele foi remunerado em 15 milhões de “mangas”. Ou 15 milhões de “alfaces”.