2 x 0 – Cármen Lúcia vota contra Lula

Cármen Lúcia acompanha Edson Fachin e vota contra liberdade de Lula.

Concluiu que não houve demonstração de parcialidade de Sergio Moro.

“Os argumentos precisam ser devidamente demonstrados com prova documental suficiente para que se tenha conclusão da parcialidade e ruptura da neutralidade do juiz”, disse a ministra.

Próximo a votar é Gilmar Mendes, seguido de Celso de Mello e Ricardo Lewandowski.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 17 comentários
    1. Sei não. Pelas idas e vindas do Beiçola ao banheiro, estou apostando que hoje ele afina. Já o Lewandowski,apesar da enquadrada no avião,deverá continuar defendendo a máfia.Aguardemos.