2 x 1 - Gilmar Mendes vota por arquivar denúncia do quadrilhão do PP

Gilmar Mendes votou pela rejeição da denúncia do quadrilhão do PP, em que a PGR acusa quatro parlamentares do partido de formar uma organização criminosa para saquear a Petrobras.

“A denúncia foi feita com passo de bêbado”, disse o ministro na sessão.

Foram denunciados os deputados Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira e Eduardo da Fonte e o senador Ciro Nogueira.

Gilmar Mendes argumentou que as suspeitas contra alguns dos acusados — por obstrução de Justiça — foram arquivadas em outras ocasiões e que o crime de organização criminosa só foi definido em lei em 2013.

Parte da denúncia narra fatos anteriores, quando políticos do PP teriam se associado, ainda em 2002, para apoiar Lula em troca de cargos — o partido dominou mais tarde a Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

Comentários

  • Karmen -

    isso são coisas de amigo do amigo do meu pai...

  • Romy -

    Para surpresa de ninguém! Mais uma vergonha na conta do STF.

  • Jorge -

    Sempre ele,esse bandido não se manca.Kajurú nele.

Ler 70 comentários