200 milhões de reais desviados pelo governador de Tocantins

O esquema do governador de Tocantins, desbaratado hoje pela PF, lavou 200 milhões de reais.

Os investigadores revelaram um esquema de fraudes em contratos do setor público com empresas de familiares e assessores de Marcelo Miranda, que é do PMDB.

Segundo a PF, a ocultação do dinheiro desviado ilicitamente era feita por meio de transações imobiliárias fraudulentas, contratos de gaveta e manobras fiscais ilegais dentre os quais a compra de fazendas e de grandes quantidades de gado. Parte do valor teve por destino a formação de caixa dois para campanhas realizadas no Estado.

Em um dos casos, foi identificada um contrato de compra de gado cujo volume, segundo a perícia realizada, não caberia sequer dentro da propriedade onde pretensamente deveriam se encontrar o rebanho. Essa técnica de lavagem foi apelidada pelos investigadores como ‘Gado de Papel'”.

Faça o primeiro comentário