2020 foi o ano mais mortal da história do Brasil, mostram cartórios

2020 foi o ano mais mortal da história do Brasil, mostram cartórios
Foto: fernandozhiminaicela/Pixabay

O ano de 2020 bateu recorde em número de mortes, segundo dados Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). A reportagem é do Estadão.

Foram registradas 1,4 milhão de mortes no último ano, um aumento de 8,6% comparado a 2019.

O número de óbitos registrados em 2020 ainda pode crescer, porque o intervalo entre a data do falecimento e o registro no Portal da Transparência do Registro Civil pode demorar até 15 dias.

Para efeitos de comparação: em 31 de dezembro de 2020, o Ministério da Saúde registrava 194 976 mortes por Covid-19. Esse número equivale a quase 14% das 1,4 milhões de mortes registradas. Esses números não levam em conta questões como subnotificação e redução de mortes por outras causas.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO