223 CRIMES

A denúncia do MP que resultou na prisão de Esfiha o acusa de praticar 223 crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e organização criminosa.

Segundo o texto, ele lidera, ao lado de Kibe, “o núcleo financeiro operacional responsável por empresas de fachada que intermediavam o repasse de vantagens indevidas e geravam ‘caixa 2’ para pagamento de propina em espécie pela construtora Andrade Gutierrez a diretores da Eletronuclear na construção da Usina de Angra III”.

Duzentos e vinte e três crimes: algum recorde foi superado.

Faça o primeiro comentário