3 terabytes de Lula

A Época diz que “peritos da Lava Jato estão próximos de concluir a análise de informações relativas à 32ª fase da operação. São cerca de 3 terabytes. Há milhares de transações envolvendo offshores no Panamá, na Venezuela e em países africanos”.

A conclusão do trabalho, prossegue a reportagem, ajudará a identificar elos com a aquisição do triplex de Lula no Guarujá.