48 horas para Renan

O Senado já tem os votos necessários para abrir o processo de impeachment.

Renan Calheiros não pode esperar mais do que 48 horas. Dilma Rousseff tem de ser afastada o quanto antes.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 18 comentários
    1. Arlindo Chinaglia, fez discurso mentiro e inflamado que deu asco . Um discurso típico de quem tem muito a perder e não quer largar o osso . Falam em democracia como se soubessem o que é. A democracia dos partidos de esquerda , todos conhecem bem, democracia com as verbas públicas , pros seus bolsos, democracia com as terra da união para amigos e guerrilheiros sem pátria. Vai chorar no ombro de Lula Arlindo PT

    2. As palavras são ótimas, mas não podemos deixar a alegria nos distrair. Para que esta notícia torne-se realidade é preciso que cada brasileiro de bem mantenha-se focado e participante do processo de limpeza do país. Vamos remover essa quadrilha do nosso país e de nossas vidas. Fora PT já! Trabalhe, fique focado, converse, escreva para seu parlamentar, comova-o, garanta que ele esta firme em sua posição. Vamos todos aos pontos organizados pelos movimentos pró-impeachment para que nossos parlamentares saibam que eles estão amparados por nós. Muito obrigado e avante Brasil.

    3. Continuação – Este é o pt: ” …nenhum deles julgou inadequado fazer a chamada “dobradinha” ou partilhar material de campanha com o ex-assaltante que tentava se eleger deputado. …” http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/o-explosivo-braco-politico-do-pt-no-mundo-dos-perueiros http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/deputado-recebeu-doacao-de-membro-do-pcc

    4. Este é o pt: “… diversos figurões petistas queriam se associar, a ponto de doarem a ele, por meio dos respectivos comitês, recursos e material de campanha estimados em quase 275.000 reais. Na lista, aparecem os nomes de Jilmar Tatto, os ministros Marta Suplicy (Cultura) e Aloizio Mercadante (Casa Civil), os mensaleiros João Paulo Cunha e José Genoino, e os deputados federais Arlindo Chinaglia, Cândido Vaccarezza, Carlos Zarattini e Devanir Ribeiro. Ou seja: nas eleições de 2010, nenhum deles julgou inadequado fazer a chamada “dobradinha” ou … – continua –

    5. O PT perdeu a chance de barrar o impeachment quando Arlindo Chanaglia perdeu a eleição da presidência da câmara para o Eduardo Cunha. Se o plano B com ajuda do Janò tivesse funcionado não estaríamos vivendo esse momento!!

    6. O que os petistas têm de fazer é convencê-la a cair fora já. Que se apressem na limpeza dos rastros que ainda existem da sujeirada que fizeram. Vai sobrar coisa, eles sabem, porque nem crime eles sabem cometer direito.