Delação de Palocci: “fofoca” e “ouvi dizer”

O procurador Carlos Fernando de Souza Lima disse a O Globo que a delação de Antonio Palocci travou.

“Se fosse possível dizer em que estágio se encontra a negociação em uma escala de zero a dez (em que dez é o sucesso do acordo), a resposta seria três, segundo o principal negociador do Ministério Público Federal”, publica o jornal.

E ainda:

“O procurador critica a apresentação por advogados de Palocci do que chamou como ‘fofoca de Brasília’. Para ele, ‘ouvir dizer não adianta’.”

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 13 comentários
  1. Bom dia. Gostaria de observar que as notas que vem na Newsletter contem um pedaço da mensagem e no final um link com “leia mais”. Vc clica achando que o comentário será ao menos de dois parágrafos para noticiar com mais profundidade e não, vc encontra somente uma linha a mais. Sugiro que comentários curtos estejam inteiros e somente sejam redirecionados os comentários mais longos.

  2. Tem que se apurar toda esta barbaridade, realocar esta dinheirama de volta, colocar a Receita na Cola destes pilantras e por fim, uns 30 anos de prisão em regime fechado e sem mordomias nem celular. Tudo isso para evitar que sejam fuzilados em Praça Pública, o que seria o mais certo, mas como a Lei não permite, prisão de 30 anos com certeza cura a ganância desta turpe mal cheirosa.

  3. Ihh, Antagonistas…
    Se os procuradores começarem realmente a acreditar que “ouvi dizer” não basta, como é que vocês ficam?
    E todos aqueles “furos” extraordinários sobre o conteúdo da delação, que mudavam a cada semana? Eram só barriga????
    Nossa, que chato. Realmente, isso não se faz.

  4. Não temo que dizer porque era o protagonista, aquele que atuava e fazia a falcatrua…..o autor dos crimes….não tem provas…ja que as pegadas são dele.kkkk