Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem limites

Dois depósitos em dinheiro vivo da ex-mulher de Jair Bolsonaro, investigada pelo esquema da rachadinha, foram sinalizados pelo Coaf
Sem limites
Capa: Rodrigo Freitas/Crusoé

O Coaf pescou dois movimentos suspeitos da ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle.

“As operações coincidem com as datas em que ela vendeu em 2011 um conjunto de cinco terrenos”, diz o UOL. “O Coaf identificou, ao menos, dois depósitos em espécie que totalizaram 532,2 mil reais”.

O primeiro movimento suspeito foi um depósito de 191,1 mil reais em dinheiro vivo feito em sua conta.

“Neste mesmo dia, ela registrou no 2º Ofício de Notas de Resende, cidade do Sul do Estado do Rio, a venda de um terreno de 3 mil metros quadrados com uma pequena construção”.

O segundo depósito, sempre em dinheiro vivo, foi de 341,1 mil reais.

“Na mesma data, Ana Cristina registrou em cartório outra venda de um conjunto de 4 terrenos que somados dão quase 5 mil metros quadrados e custaram um total de 700 mil reais. Na escritura, a ex-mulher de Bolsonaro declarou que recebeu um cheque de 670 mil reais e outros 30 mil reais em ‘moeda corrente e legal do país'”.

Ana Cristina Valle e seu filho Jair Renan são os protagonistas da reportagem de capa da Crusoé, publicada na semana passada.

Mais notícias
TOPO