7 x 2 - Lewandowski vota a favor da proibição de cultos e missas na pandemia

7 x 2 – Lewandowski vota a favor da proibição de cultos e missas na pandemia
Foto: STF

Ricardo Lewandowski deu o sétimo voto no STF a favor da proibição temporária de cultos e missas durante a pandemia de Covid.

“Tendo em conta a impressionante cifra de mais de 4 mil óbitos ocorridos nas últimas 24 horas, bem assim considerados os mais de 300 mil mortos e 13 milhões de infectados, não há como deixar de optar pela prevalência do direito à vida, à saúde e à segurança sobre a liberdade de culto, de maneira a admitir que ela seja pontual e temporariamente limitada até que nós nos livremos desta terrível pandemia que assola o país e o mundo”, disse.

No mesmo sentido votaram Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Cármen Lúcia. Até o momento, votaram contra a restrição apenas Kassio Marques e Dias Toffoli.

Leia mais: A prisão do deputado Daniel Silveira, que ofendeu ministros do STF num vídeo, é mais um capítulo da avacalhação da democracia brasileira.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO