Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

80% das novas funções de chefia da PF podem ser ocupadas por qualquer policial

80% das novas funções de chefia da PF podem ser ocupadas por qualquer policial
BRASÍLIA, DF, 27.08.2019 - Maurício Valeixo, diretor-geral da Polícia Federal, participa do seminário “Métodos Modernos de Combate à Corrupção”, no Ministério da Justiça, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Como registramos há pouco, a Fenapef não gostou da medida provisória que altera a estrutura de cargos da Polícia Federal (PF). As queixas, porém, não se sustentam.

Segundo o texto da MP, 80% das novas funções de chefias poderão ser ocupadas por qualquer policial, ou seja, delegados, agentes e escrivães.

Mais de 35% dos novos cargos também podem ser direcionadas para servidores administrativos. A ideia do comando da PF é democratizar o órgão e garantir maior efetividade do orçamento da corporação.

A MP cria novas funções gratificadas que serão utilizadas para formalizar novas chefias que hoje não existem no organograma da PF (existem apenas informalmente).

Bolsonaro edita MP que reestrutura carreira na PF

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO