Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

90% dos brasileiros não fazem questão de escolher marca de vacina, diz pesquisa da CNI

Entre os entrevistados, apenas 23% têm uma vacina de preferência; 75% disseram não ter e o restante não soube ou não respondeu.
90% dos brasileiros não fazem questão de escolher marca de vacina, diz pesquisa da CNI
Foto: Myke Sena/MS

Nove em cada dez brasileiros não deixariam de tomar vacina se o posto de saúde não estiver oferecendo sua marca preferida, segundo pesquisa encomendada pela CNI e publicada nesta sexta (30).

A pergunta aos entrevistados foi: “E considerando que você fosse se vacinar, mas a vacina ofertada pelo posto fosse outra diferente da sua marca preferida. Você deixaria de se vacinar contra a Covid-19 para tomar sua marca de vacina preferida?”.

90% responderam “não”, 9% responderam “sim” e 1% não soube ou não respondeu.

Entre os entrevistados, apenas 23% têm uma vacina de preferência; 75% disseram não ter e o restante não soube ou não respondeu.

Entre os que recebem até um salário mínimo, 20% têm uma vacina preferida, contra 28% entre os que recebem mais de cinco salários mínimos.

Os entrevistados também foram perguntados sobre o ritmo da vacinação. 36% considerararam “muito lento”, uma redução comparados aos 60% que deram essa resposta em pesquisa de abril.

O Instituto FSB Pesquisa entrevistou, por telefone, 2.000 pessoas com idade a partir de 16 anos em todos os estados e no DF, entre 12 e 16 de julho. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais.

Leia mais:

“Ser sommelier de vacina significa que você ainda não entendeu nada”

SP: lei que manda ‘sommelier de vacina’ para o fim da fila é sancionada

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO