Empresa ligada a ex de Wassef diz a Bolsonaro ter perdido R$ 158 mi com 'injustiças'

Empresa ligada a ex de Wassef diz a Bolsonaro ter perdido R$ 158 mi com injustiças
Divulgação

A Globalweb Outsourcing, empresa de Cristina Boner, ex-mulher do advogado Frederick Wassef, enviou um ofício a Jair Bolsonaro pedindo para ele “corrigir as injustiças” que teriam sido cometidas contra o grupo, registra O Globo.

A empresa alega ter sofrido prejuízo de R$ 158 milhões devido a uma “injusta campanha midiática difamatória”.

O ofício foi enviado na quarta-feira (3) e é assinado pelo diretor jurídico da Globalweb, Frederico Lima Júnior. Ele não especifica quais medidas espera que o presidente tome.

“Certos de contarmos com seu senso de justiça e cientes de que Vossa Excelência suportou na pele idêntica campanha difamatória sustentada em fake news, pagando com a paz pessoal e familiar por essas injustiças, solicitamos seu apoio, dedicação e empenho no encaminhamento de pedido de providências, com vistas a fazer cessar e corrigir as injustiças perpetradas em face do grupo empresarial Globalweb praticadas pelos órgãos do governo federal”, escreveu o diretor jurídico.

O gabinete da Presidência reencaminhou no mesmo dia o documento para o Ministério da Economia. Segundo o jornal carioca, ainda não houve resposta.

A Operação E$quema S identificou repasses de Boner a Wassef já no governo Bolsonaro. A empresária também teve bloqueados na Suíça US$ 9 milhões por suspeita de lavagem de dinheiro.

Leia mais: A prisão do deputado Daniel Silveira, que ofendeu ministros do STF num vídeo, é mais um capítulo da avacalhação da democracia brasileira.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO