A agenda do general

O UOL registra que o comandante do Exército, general Edson Pujol, omitiu pelo menos 13 vezes em 2020 os nomes de agentes públicos que recebeu em audiência.

Em 10 de junho, por exemplo, o comandante se reuniu com “integrante do Poder Judiciário”. Em 29 de setembro, manteve “audiência com membro do Poder Judiciário”. Em 20 de maio, houve “audiência com parlamentar”. Em 4 de junho, Pujol participou de videoconferência com “representante diplomático.

Leia mais: As empreiteiras da era Bolsonaro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 49 comentários
TOPO