A alternativa à Reforma da Previdência

A alternativa da equipe econômica para o eventual naufrágio da votação da reforma da Previdência no Congresso Nacional é acabar com o pagamento do abono salarial.

Segundo o Estadão, o benefício, que é pago anualmente aos trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e que têm rendimento médio mensal de até dois salários mínimos, custará R$ 17 bilhões neste ano.

“O custo político do fim do abono salarial, porém, seria bem alto, uma vez que seus beneficiários são a camada mais pobre da população.”

Faça o primeiro comentário