A amiga presidanta

O acordo de delação premiada da Andrade Gutierrez, segundo Monica Bergamo, “tira o sono de setores do PT”, pois “há o temor de que os executivos da empresa reforcem informações sobre o financiamento das campanhas eleitorais, em especial a de Dilma Rousseff”.

Monica Bergamo diz também que os procuradores da Lava Jato “têm interesse em esmiuçar as relações da empreiteira com o PSDB”.

Mensagens trocadas entre os executivos da Andrade Gutierrez tratavam Dilma Rousseff de “presidanta” e “sapa com cara de Satanás”.

Faça o primeiro comentário