A bancada Salieri

Telegram

A bancada evangélica vetou o nome de Mozart Neves, do Instituto Ayrton Senna, para o ministério da Educação.

Sóstenes Cavalcante explicou para o Valor:

“Nós da bancada evangélica não temos nenhum interesse econômico para indicar qualquer nome para o governo, mas queremos poder barrar.”

O futuro do Brasil: venha discutir com DIOGO MAINARDI, MARIO SABINO, CLAUDIO DANTAS e convidados. AQUI

 

Comentários

  • Paulo -

    Ao Antagonista. Por que algumas matérias não são assinadas? Vocês deram uma notícia inverídica ontem e depois ainda colocaram a culpa no Bolsonaro. Cuidado minha gente.

  • Carla -

    Ufa! ainda bem que foi descartado!!

  • alvarinalmeida@camam -

    Se não tem compromisso com o pensamento do Presidente e nem com o programa da escola sem ideologia, tem que ficar fora mesmo. Não se pode vacilar 1 milímetro neste momento de indicações!

Ler 92 comentários