A bomba de Dilma e o diesel de Bolsonaro

Telegram

A equipe de Paulo Guedes vai apresentar a Jair Bolsonaro algumas propostas para resolver a questão do diesel.

Uma das saídas é incentivar a aposentadoria dos caminhoneiros.

A turma da economia avalia que Dilma Rousseff deixou uma bomba-relógio para os governos seguintes. O crédito subsidiado pelo BNDES para a compra de caminhões gerou um excesso de oferta no transporte de cargas. O Tesouro Nacional, portanto, pode pagar para tirar caminhões do mercado.

Comentários

  • Jose -

    de inicio reduzir impostos sobre os combustíveis, a longo prazo investir em ferrovias, transporta mais, tem frete bem menor e polui menos, acredito ser a melhor solução, para os brasileiros e o pa

  • Miguel -

    Loucura. Qual é o caminhoneiro que pode se aposentar com a aposentadoria do INSS. Governo completamente fora da realidade. Estatizem a BR e quebrem o monopólio dela.

  • roberto -

    Não Sr. Guedes.1º peça a Petrobras que apresente planilhas de custo, despesas,nº de empregados comparativo com empresas multinacionais do setor privado.Garanto que custa no mínimo 25% a +.Aí o r

Ler 136 comentários