A Caixa é de Janete

Janete se danou.

De acordo com a Folha de S. Paulo, Marcelo Odebrecht “afirmou que a ex-presidente Dilma interveio para que a Caixa atuasse na operação financeira de construção da Arena Corinthians.

O banco público participou de duas maneiras do projeto. Numa delas, aceitou ser o intermediário do financiamento do BNDES ao fundo de investimento criado por Corinthians e Odebrecht.

Depois, a Caixa comprou debêntures emitidas pela Odebrecht no valor de R$ 350 milhões, em uma transação sigilosa para cobrir um rombo da empreiteira na construção do estádio”.