A Camargo Corrêa foi a que se saiu melhor

O CADE fechou nesta quarta-feira um acordo de leniência com a Camargo Corrêa.

A empreiteira admitiu que fez parte do cartel da Petrobras e vai pagar uma multa de 104 milhões de reais.

De todas as grandes empreiteiras incriminadas pela Lava Jato, a Camargo Corrêa foi a que se saiu melhor. Antes de mais nada, seus executivos Dalton Avancini e Eduardo Leite concordaram em delatar a roubalheira na Petrobras. Agora, a companhia se acertou com o CADE, antecipando-se às suas concorrentes.

O caminho é esse.