A carona da agenda positiva

Grandes portais fazem barulho com a notícia de que Dilma Rousseff quer que a mineradora Samarco pague os custos de recuperação das cidades atingidas pelo rompimento das duas barragens em Minas Gerais.

Já dá TV, rádio e, amanhã, será manchete dos maiores jornais do país. Ninguém se pergunta se, afinal de contas, ela não está fazendo o óbvio.

É a agenda positiva pegando carona numa catástrofe.