A CENSURA, EM NOVE PÁGINAS

Eis o relatório e o projeto de lei substitutivo do deputado Silas Câmara (PRB-AM) que defende a censura à TV Justiça, à Rádio Justiça e às geradoras locais de TV. Todos seriam proibidos de transmitir as sessões do STF e de outros tribunais, seja ao vivo ou não. São nove páginas. Leia aqui.

O projeto tramita em caráter conclusivo, ou seja, não vai a plenário ser for aprovado na CCJ.