A chave para entender a demissão de Moro

Telegram

Para entender o pedido de demissão de Sergio Moro, também é preciso explicar o que ocorreu antes da reunião ministerial.

No dia 19 de abril, Jair Bolsonaro ouviu que Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e ministros do STF haviam se encontrado de madrugada para discutir o impeachment.

Consultado pelo presidente sobre o assunto, Sergio Moro respondeu que, de acordo com ele, aquele encontro simplesmente não teria ocorrido.

No dia 22, durante a reunião ministerial, Jair Bolsonaro voltou a cobrar de Sergio Moro informações sobre aqueles que estavam “se reunindo de madrugada, para lá, para cá”.

Foi nesse ponto que ele confessou dispor de um “sistema de informações particular”, e prometeu demitir Sergio Moro se o sistema “oficial” não passasse a vazar notícias para o “particular”.

Em seguida, ele acusou o ministro de desinformá-lo.

O que fez Sergio Moro?

Aquilo que qualquer pessoa íntegra faria: levantou-se e foi embora.

A chave para entender a demissão de Sergio Moro, portanto, é aquele trecho:

“Se reunindo de madrugada, pra lá, pra cá. Sistemas de informações: o meu funciona. O meu particular funciona. Os ofi… que tem oficialmente, desinforma”.

Comentários

  • egidio -

    Idiotices. Infelizmente, SM queria ser Juiz no Executivo. Prestou grandes serviços ao país, mas saiu como um garoto mimado que não aguenta a pressão do cargo.

  • CARLOS -

    Corrigindo: Esse canal virou refugiu de pessoas que não apoiam o atual governo federal.

  • CARLOS -

    Esse canal virou refugiu de pessoas sérias que apoiam o atual governo. É um pessoal que pode até não simpatizar com o Lula, mas adora um Fernando Henrique, um Aécio Neves, um PSDB. Povo enganado.

Ler 251 comentários