"A compra por si só já é um ato suspeito"

“A compra por si só já é um ato suspeito”
Foto: Adriano Machado/O Antagonista

A Folha de S. Paulo publicou um editorial sobre a mansão de Flávio Bolsonaro, cuja compra foi revelada por O Antagonista:

“Os impactos em potencial do caso não se restringem ao campo da política — avançam na esfera penal. A compra por si só já é um ato suspeito, que pode em tese dar ensejo a nova investigação sobre a origem do patrimônio do senador (…).

A compra poderá criar outros problemas para o clã. Magistrados, em especial os de cortes superiores, tornaram-se alvo de pressão pelas redes sociais.

Aceder a pedidos da defesa de políticos investigados é custoso, notadamente quando se anulam, com base em filigranas jurídicas, casos que parecem sólidos. A aquisição da mansão só reforça a pressão sobre os juízes, que podem ficar menos benevolentes.

Por qualquer ângulo que se analise, pois, a compra nababesca provavelmente custará mais do que Flávio Bolsonaro calculara.”

A pressão para anular os casos de Flávio Bolsonaro e de Lula é bem mais poderosa do que a das redes sociais.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO