A conta que revolta: uma mão lavava quatro

Jamil Chade, no Estadão, informa que para cada 1 milhão de dólares pagos em propinas a políticos, funcionários públicos brasileiros e de estatais, a Odebrecht lucrava 4 milhões de dólares com contratos.

O cálculo faz parte das investigações do Ministério Público da Suíça.

Nesse caso, uma mão lavava quatro.