A CONTABILIDADE FURADA DO GARÇOM DE LULA

A Focal, do garçom de Lula, entregou finalmente seus livros contábeis à perícia do TSE. O Antagonista descobriu que Carlos Cortegoso admitiu centenas de pagamentos sem nota fiscal e a subcontratação de empresas não identificadas na campanha de 2014.

É um desastre.