ACESSE

A contrapartida do Centrão para adiar as eleições

Telegram

Líderes do Centrão se encontraram na residência oficial de Rodrigo Maia, no fim de semana, para discutir uma contrapartida ao adiamento das eleições municipais deste ano.

A negociação, ainda restrita às lideranças, é a seguinte: os partidos do Centrão aprovam a PEC para adiar as eleições para novembro, e o Congresso estende até o fim do ano a recomposição dos Fundos de Participação dos Estados e dos Municípios (FPE e FPM).

O repasse dos fundos foi uma medida provisória editada por Jair Bolsonaro no começo de abril. O texto estabelecia a recomposição por recursos extras, no total de R$ 16 bilhões, para garantir a receita de estados e municípios por quatro meses.

O Ministério da Economia, no entanto, não apoia as negociações. O Antagonista apurou que a equipe de Paulo Guedes considera que o governo já encaminhou recursos suficientes para auxiliar estados e municípios durante a pandemia, considerando os R$ 120 bilhões do socorro aprovado no mês passado.

Foto: Adriano Machado/Crusoé

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários