A cozinha caiu

O Estadão, neste sábado, publica uma reportagem sobre as cozinhas dos imóveis de Lula:

“Os eletrodomésticos da cozinha do triplex foram adquiridos pela OAS na loja Kitchens, em São Paulo.

Um sítio em Atibaia, interior de São Paulo, que também pertenceria ao ex-presidente Lula, recebeu cozinha da mesma marca que custou R$ 180 mil.

A contratação da Kitchens pela OAS para mobiliar o apartamento 164-A foi revelada pelo site O Antagonista. O site também informa que a cozinha do sítio foi bancada pela mesma empreiteira e, nesse caso, paga em dinheiro vivo.

A reportagem do Estadão informa que, segundo os investigadores da Lava Jato, a cozinha e o quarto do triplex de Lula “teriam custado à empreiteira 380 mil reais”.

No total, “as cozinhas do tríplex e do sítio custaram R$ 312 mil. Incluindo os armários do tríplex, a conta chega a R$ 560 mil. Segundo uma fonte com acesso aos dados relacionados à compra, a Kitchens vendeu ainda para o apartamento, armários do dormitório, lavanderia e banheiro.

Com a entrada da OAS em recuperação judicial, a empresa Kitchens ficou no prejuízo e não recebeu a última parcela de R$ 33 mil referente à cozinha do tríplex. A loja vai tentar receber o valor na Justiça”.

Documentos obtidos pelo Estadão revelam que a OAS também financiou outros itens do apartamento:

Uma escada caracol (R$ 23.817,85)

Outra escada, que dá acesso à cobertura (R$ 19.352)

O porcelanato para as salas de estar, jantar, TV e dormitórios (R$ 28.204,65)

O rodapé em porcelanato (R$ 14.764,71)

O deck para piscina (R$ 9.290,08)

O elevador (R$ 62.500)

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200