A culpa é do Tarcísio

A culpa é do Tarcísio
Foto: Ricardo Botelho/MInfra

A Secretaria-Geral da Presidência da República, informa o Estadão, atribuiu ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a responsabilidade pela indicação de um afilhado político do senador Rodrigo Pacheco a um cargo de direção na ANTT.

Pacheco é o candidato de Davi Alcolumbre à presidência do Senado. Arnaldo Silva Junior, indicado para a ANTT, trabalha no gabinete do senador mineiro, é ex-deputado estadual e preside o DEM em Uberlândia — a Lei das Agências Reguladoras proíbe a indicação de dirigentes partidários.

O Planalto disse ao jornal paulista que, “uma vez confirmada qualquer violação à Lei Geral das Agências, a Presidência da República publicará a retirada da indicação”.

É todo dia um “vai que cola”.

Leia mais: Na edição especial do final deste 2020 tão desafiador, a revista tem a honra de publicar conteúdos de articulistas brilhantes e com atuação importante nas suas especialidades.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO