A debandada dos "guardiões do Crivella"

As falanges de Marcelo Crivella, que fazem plantão na porta de hospitais para cercear a imprensa, sofreram uma debandada depois da reportagem do Jornal Nacional.

Segundo o G1, várias pessoas saíram do grupo de WhatsApp dos “guardiões do Crivella”, comandado por Marcos Paulo de Oliveira Luciano, o ML.

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 39 comentários
TOPO