Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A disputa pelos votos bolsonaristas no Rio Grande do Sul

O vice-presidente Hamilton Mourão e os deputados Jerônimo Goergen e Osmar Terra são potenciais candidatos ao Senado no estado
A disputa pelos votos bolsonaristas no Rio Grande do Sul
Fotos: Adriano Machado/Crusoé Reila Maria/Câmara dos Deputados Valter Campanato/Agência Brasil Montagem: Matheus Castro/O Antagonista

A pouco mais de um ano para as eleições, os cenários ainda mudarão bastante, mas hoje o Rio Grande do Sul tem pelo menos três potenciais candidatos ao Senado que disputarão os votos bolsonaristas no estado.

Em 2022, os eleitores escolherão um senador em cada unidade da Federação.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), não será vice na chapa de Jair Bolsonaro à reeleição e a tendência será mesmo que ele tente uma vaga no Senado por sua terra natal. Mourão nasceu em Porto Alegre.

O deputado federal Jerônimo Goergen (PP) colocou seu nome à disposição do partido para disputar o Senado, mas ainda não tem essa garantia. Se o senador Luis Carlos Heinze for mesmo candidato ao governo local, o PP provavelmente terá de ceder a vaga ao Senado para outra legenda.

Há ainda a possibilidade de mais um “candidato governista” ao Senado: o deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra, do MDB, que também aguarda as definições de alianças de sua sigla no estado e em âmbito nacional.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO