A economia de Bolsonaro na conta de luz

A economia de Bolsonaro na conta de luz
Reprodução/Foco do Brasil

Em live nesta sexta-feira, Jair Bolsonaro pediu que os brasileiros economizem energia elétrica e afirmou que ele mesmo apaga “todas as luzes” do Palácio da Alvorada”.

O Estadão foi atrás das contas de luz da residência oficial do presidente:

“A Secretaria-Geral da Presidência informou que a média mensal de gasto com energia elétrica, em 2020 (janeiro a novembro) do Palácio da Alvorada foi R$ 16,3 mil inferior à média mensal do gasto contabilizado em 2019.”

Por mês, a conta de luz do Alvorada oscila entre R$ 75 mil a R$ 80 mil.

A Secretaria-Geral da Presidência informou, após a publicação da matéria do Estadão, que a redução na conta de luz foi de R$ 16,3 mil, e não de R$ 16,3, como publicado pelo jornal.

 

Leia mais: Crusoé traz os bastidores da disputa de João Doria e Luciano Huck para a eleição de 2022
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 96 comentários
TOPO