A 'fake news' contra Marina que circula desde 2014

A Folha de S. Paulo diz ser “enganoso” o viral que circula na internet desde 2014 sugerindo que o marido de Marina Silva, Fábio Vaz de Lima, estaria envolvido em um caso de desmatamento e que não teria sido punido por sua ligação com a então ministra do Meio Ambiente.

A “fake news” teve início, segundo o jornal, em 2011:

“O caso remonta a uma discussão que ocorreu em maio de 2011, em sessão do Senado que discutia o Código Florestal.

Durante um debate, o então deputado pelo PC do B Aldo Rebelo se irritou com uma provocação feita por Marina no Twitter, que criticava a apresentação de um texto com ‘novas pegadinhas, minutos antes da votação’. Rebelo foi à tribuna e rebateu a ex-ministra, lançando a acusação de que seu marido havia fraudado ‘contrabando de madeira’. No dia seguinte, Marina convocou uma coletiva de imprensa para tratar das acusações, classificadas de ‘levianas e infundadas’. O deputado também se manifestou, dizendo ter feito as declarações de cabeça quente e afirmando que ligaria para se desculpar.”

Comentários

  • Bianca -

    É mentira que essa é uma notícia fake, ora pois é verdadeira.

  • Rosa -

    Ocorre com difamação / fake news, o mesmo que abrir um travesseiro de penas na frente do ventilador, as penas, como a inverdade, jamais serão todas recolhidas.

  • Aderval -

    Ninguém provou nada e comunistas não se processam, são miguinhos e comparsas na criação da pobreza geral e total do povo, mas com os bolsos cheios por viverem no capitalismo, cráru!

Ler 11 comentários