A feira de Cabral

O MPF pediu o bloqueio de bens de 43 pessoas jurídicas suspeitas de terem sido usadas para lavagem de recursos oriundos de propinas cobradas por Sérgio Cabral.

Os investigadores suspeitam que o dinheiro possa ter origem também em outros contratos ainda não investigados ou isenções fiscais.

Faça o primeiro comentário