A “feira de chicanas” da Odebrecht

Os advogados da Odebrecht continuam tentando bagunçar o coreto, com essa história de que são ilegais as provas obtidas na Suíça contra a empreiteira pelo MPF.

Ontem, publica o Estadão, os procuradores entregaram uma manifestação ao juiz Sergio Moro:

“Conclui-se que, por inúmeras razões, o pedido da defesa deve ser rejeitado. Rejeitada também deve ser a postura da defesa, que busca fazer do processo uma ‘feira de chicanas ou fábrica de nulidades’, dentro de um contexto em que ‘a prática do processo penal tornou-se uma guerra em que a defesa tenta de qualquer maneira anular o processo’”.