A Feira-Evento vai parar

Dilma Rousseff, entrevistada por um jornal chileno, disse:

“Independentemente das tentativas dos setores da oposição de me remover da presidência por meios ilegítimos e ilegais, seguirei cumprindo com o que me ordena a Constituição. Temos grandes temas que merecem nossa atenção, tais como a reforma da Previdência Social. O Brasil não pode e não vai parar”.

A Feira-Evento da Odebrecht, que repassou 4 milhões de reais a João Santana nas últimas semanas da campanha eleitoral de Dilma Rousseff, pode e vai parar.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200