A festa de Augusto Aras para a cúpula do PT

Telegram

O UOL conta que Augusto Aras, apontado como favorito de Jair Bolsonaro para ser o próximo PGR, deu uma festa para o “núcleo duro” do PT há seis anos.

O evento, em agosto de 2013, reuniu cerca de 80 pessoas e foi organizado por Aras e sua mulher para lançar o livro de Emiliano José, ex-deputado petista e amigo do subprocurador.

Entre os presentes estavam José Dirceu, José Genoino e o então presidente do PT, Rui Falcão –além de Rodrigo Janot, que assumiria o cargo de procurador-geral da República no mês seguinte.

Em dado momento, informa o UOL, Falcão fez um pequeno discurso comemorando o momento político do Brasil, presidido na época por Dilma Rousseff.

Aras, por sua vez, chamou Emiliano, o amigo petista, de “história encarnada e compromisso com ideais libertários de que a democracia precisa”.

Comentários

  • João -

    Ele passou mal depois de uma feijoada em 1999 e hoje só pode ser contra a feijoada .Em tempo .sobre a caipirinha não falou nada. Estranho ,tem algo atrá disto

  • JOEL -

    Isso não é determinante. Fachin era petista roxo, mas é quem tem mais dado decisões contrárias aos interesses de Lula no STF.

  • ROSÂNGELA -

    Como o governo chegou ao nome desse senhor para ocupar a PGR se ele é envolvido com o PT até a alma? Essa ainda não consegui entender.

Ler 240 comentários