A festa de JD

A quadrilha de José Dirceu está em festa.

A PF pensou que JD, citado nas planilhas da Odebrecht, fosse o velho mensaleiro.

Na verdade, tratava-se de Juscelino Dourado, o operador de Antonio Palocci que recebeu 48 milhões de reais em propinas entre 2009 e 2010.

Tereza Cruvinel animou-se tanto que até pediu um desconto de pena para José Dirceu.

Ela só ignorou um detalhe: José Dirceu nunca foi condenado por ter recebido propina da Odebrecht, e sim da Engevix (60 milhões de reais).

JD poderá festejar na cadeia pelos próximos 20 anos.

Faça o primeiro comentário