A festa

Lula morreu. Pode comemorar.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 38 comentários
  1. Decepcionante o Senador Raimundo Lira. Dá mole demais com as farsantes Gleise e a outra histérica do PCdoB, que fazem malabarismos para atrapalhar o andamento dos trabalhos. Assim não dá! Presidente de comissão tem que ter pulso firme com essas palhaçadas, como tinha o Rogério Rosso na comissão da Câmara dos Deputados.

  2. Um frouxão que deixa a petralhada tumultuar as sessões, atrasar tudo, se bobear vai acabar estrapolano os prazos e anulando o impeachment. Parece mais um petralha infiltrado no PMDB

  3. Não senhor Lira, vc tem sido omisso e fraco! Se liga, a Paraíba não está gostando do trabalho de vc Que diferença do Senador Cunha Lima, esse sim faz e faz bem feito!

  4. Certos Senadores estão mais para estudantes da escolinha do professor Raimundo. Gente ridícula como aquela Vanessa do PC do B e a Narizinho entre outros esquerdopatas e alguns outros que vivem falando em nome de Deus.

  5. Depende da etapa, se refere a estudantes adultos concordo. Se crianças, não. Aquilo lá está mais para jardim da infância em delinquência do que propriamente uma reunião de senadores! Pode acreditar, vossa excelência! É isso que nos passam!

  6. O povo que segue tudo pela TV senado, tem visto o BANANA Raimundo Lira, sendo permissivo ao máximo com a bagunça , chicanas da esquerdalha “Escolinha do Professor LULA” – pior fazendo cara de paisagem…irritante,sua falta de autoridade, falta de pulso, confuso , chega ser constrangedor !!Ainda vai a missa..quanta hipocrisia meu Deus, será que tbém frequenta a igreja do padreco dissimulado, amigo de Gim Argelo?? LOL LOL

  7. Lameno, Senador. Não é essa a impressão que o senhor tem passado para a sociedade. Aliás, parece-nos que o senhor conhece pouco do regimento interno do Senado. É titubeante, inseguro, e os seus colegas deitam e rolam quando o senhor preside a mesa. Democracia exige ordem, Senador. O Senado é a casa mais alta do parlamento, onde deveriam estar os brasileiros com o mais alto espírito senso públicos. Não é isso o que estamos vendo. Vemos bagunça, falta de divulgação dos critérios usados na sessão, da ordem da fala, discricionariedade no tempo de uso de microfone. Falta atitude, Senador.

  8. Assistiu sem entervir a denunciante ser achincalhada pelas 3 dragões como se ela fosse réu. Não inspira credibilidade e nem passou a idéia de que tenha capacidade para conduzir a comissão do Impeachment, o Brasil inteiro viu.

  9. A gente entende muito bem Raimundo Lira, que ali há um grupo de aproveitadores da nação que não trabalham. Senadores são servidores públicos e não uma casta encastelada em Brasília cheia de privilégios que se servem do estado e não serve ao estado, que suga os que trabalham como vampiros e isso precisa ser mudado. Você não convence e estava mais para o PT do que para as inquietações do povo brasileiro.

  10. Firme? a pequena anta já começou mal deixando espaço a vontade para que os trastes defensores do indefensável falassem o quanto queriam, mesmo esse espaço não estando previsto no ritual imposto pelo STF, nem ao menos quanto ao tempo de cada parlamentar falar, o molenga não consegue impingir alguma disciplina. Ele é uma decepção, não tem a autoridade e nem a malícia de um Eduardo Cunha, necessários à função que está exercendo.

  11. Raimundo Lira desempenha um papel muito importante. Tal qual um professor adepto do construtivismo, deixa o povo brasileiro aprender que o Senado não é uma casa de lordes. Assim como a Câmara, é habitado por uma corja de medíocres, bananas e safados.

  12. Lira permitiu que o trio governista, Lindemberg, Vanessa ridícula e Gleise grosseira, faltassem respeito e tentassem ridicularizar a acusação. Tentaram, mas não conseguiram. Gente atoa, senadores de ataque!!!

  13. Lira tem sido péssimo na presidência da comissão. No dia do depoimento da acusação ele empacou feito um burro, deixando o Dr. Miguel Reale Jr. esperando por horas para falar o que estava marcado para as 16 horas. Lira determinou que primeiro daria prosseguimento aos requerimentos da véspera. O que poderia ser feito após a liberação do Dr. Miguel Reale Jr. Faltou bom senso e respeito da parte do Lira. Ele alegava que ficara combinado de véspera sobre os requerimentos. A pelegada deitou e rolou na balbúrdia para tentar lambuzar o depoimento da acusação.

  14. Não senador, não precisa ser professor. Basta só enquadrar os cinco que estão “tocando terror” na comissão. Lembrá-los que ali não é assembleia comunista. Nem reunião sindical. Falam tanto mal do voto dos deputados, mas a comissão da Câmara tinha reuniões bem menos tumultuadas. Esses cinco estão se achando as últimas bolachas do pacote. É preciso conter!

  15. Concordo c o Lira embora a qualidade (escolaridade, ética, moral, argumentação) de alguns senadores poderia ser um pouco mais elevado digno de uma posição tão significativo! Falta uma regulamentação nas eleições para este cargo!

  16. Não deve ser fácil. Admito. Mas essa “democracia” a que se refere o Senador não é correto. Três gatos pingados do PêTê conseguem tumultuar a sessão e ele não se impõe. . A ser realmente democrático teria que entender que a MAIORIA absoluta e os 2/3 da comissão não possibilita que três gatos pingados mandem na comissão – pelo grito, pelas questões de ordem, pela ofensa, pelo tumulto e, na realidade, por serem nada.

  17. O sexteto do PT, ao exercerem a sua agressividade, dá a impressão que a Presidência está dando mole. O importante é não se contaminar com LEWANDOWSKI, aí é, onde mora o perigo.

  18. Anda com essa porr@ seus FDP o Tempo URGE O BRASIL ESTA CAINDO NO ABISMO E ESSE SENADO RENAN E ETC ENROLANDO FDP!!!! EDUARDO CUNHA DEU BANHO DE COMPETENCIA NO MESMO PROCESSO NA CÂMARA! PENA QUE CUNHA ESCOLHEU CAMINHO DO MAL PENA E SERA PRESO ESTA CERTO E ASSIM SEJA LOGO!

  19. Nem mesmo o professor tem mais autoridade em sala de aula. Este é o legado da UNE e do PT! A não ser que o “profi” seja simpatizante deles, mas aí não seria uma AUTORIDADE DECENTE, não é?