"A força do presidente foi muito pequena"

“A força do presidente foi muito pequena”
Foto: Marcos Corrêa/PR

O desempenho do Novo nas disputas municipais foi afetado por sua corrente bolsonarista.

João Amoêdo disse para o Valor:

“É importante o partido fazer uma autocrítica justamente para pensar numa estratégia para 2022. O que aconteceu nesta eleição é que muita gente ainda apostava, pelo nível de aceitação do presidente, que ele seria uma pessoa com forte influência nos resultados municipais, e que, consequentemente, uma postura mais forte de oposição a ele poderia prejudicar. O que a gente viu depois é que a força do presidente foi muito pequena.”

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
TOPO